Pré-Brasil-09

No ar, a 60ª edição da Rádio OnBoard!

Felipe Maciel e Ron Groo convidam o parceiro Marcos Ântonio para comentar as expectativas da etapa brasileira, que pode dar um ponto final na disputa pelo título deste ano.  Na parte final do programa, o quadro Histórias da F-1 conta velhos acontecimentos do GP do Brasil.

Ouça a edição clicando aqui.

No domingo, irá ao ar nosso ROB ao vivo, a partir das 10h da manhã, horas antes da largada de Interlagos. Basta acessar este endereço e participar conosco!

Anúncios

2 Respostas

  1. Olá,

    Gostaria apenas de dizer que gosto muito do podcast de vocês.

    Gostaria de saber a opinião de vocês sobre o seguinte assunto:

    Imaginemos esse ano sem a Brown GP. Eu não tenho muito conhecimento técnico mas acredito que as regras desse ano favoreceram a Brown que montou o carro para interpretação da regra que o Ross Brown mesmo ajudou a montar. Na minha opnião ficou claro a superioridade da brown no começo do ano por causa dessa regra, e depois quando as demais equipes evoluíram o campeonato ficou bem mais equilibrado com várias outras equipes pontuando.
    Portanto, se não existisse a brown, qual equipes e pilotos vocês acham que se destacariam?

    Um grande abraço e continuem com o bom trabalho.

    Alex

  2. Olá Alex, muito obrigado por sua participação.

    Olha, não foi só pela pequena burladinha de regra que a Brawn foi superior não, O carro era melhor nascido que todos os outros e ainda por cima contava com um motor forte, o mesmo que o então atual campeão do mundo usava. Lembre-se que era um motor forte e antes de tudo confivel.

    Quanto a sua pergunta, veja vem… O campeonato deu umas reviravoltas engraçadas.
    Imaginemos que não existisse a Brawn e que a Honda não ficasse mesmo no campeonato.
    A primeira corrida mostrou que as “majors” não eram lá estas coisas, mas que a Toyota a Red Bull e a Williams eram boas.
    Ai a coisa foi piorando, a Toyota ficou ruim e a Williams não conseguiu se mostrar um carro totalmente equilibrado. Já a Red Bull evoluiu gradativamente até se tornar o carro mais competitivo, mesmo com a melhora das itas grandes: Ferrari e Maclarem.

    Por tanto eu penso que a Red Bull e seus dois piltos seriam os mais fortes candidatos a vencer o mundial se a Brawn não existisse.
    E olha, por ter errado menos, acho até que o Webber levasse a melhor. O que voce há de convir que não era um cenário dos mais animadores.

    Abração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: